Drenagem vertical em parede aterrada

CASES / DRENAGEM VERTICAL EM PAREDE ATERRADA

A situação do terreno apresentava as seguintes características topográficas: o lado direito e fundos é mais baixo que o nível da rua, sendo as suas medidas de fundos 20 metros lineares por 1,70 de altura média; e a lateral de 14 metros lineares por 3,40 de altura. Neste tipo de obra é comum a falta de cuidado em edificações novas e na média de um a dois anos aparecem patologias diversas, como fungos e umidades aparentes.

A TKM sugeriu então a substituição do sistema de drenagem convencional, mas que fosse eficaz e de menor custo que as soluções tradicionais. A solução apresentada foi uma cortina drenante, interligadas por tubos de drenagem que coletam a água e conduzem diretamente a água do solo para a rua, não deixando acumular água e nem fazer esforço nas paredes.

1º PASSO

O levantamento das paredes foi feito de modo convencional com tijolos maciços. Logo após, foi feito uma regularização sobre essa parede para preencher espaços vazios, com cimento e areia, evitando assim o consumo excessivo de impermeabilizantes, ou seja, a parede ficou mais plana.

2º PASSO

Após essa regularização executada, foi necessário aguardar 14 dias para a cura antes do tratamento. Então, foi aplicado 2Kg/m2 de Masterseal 515 para impermeabilização da parede, em demãos cruzadas. A primeira demão foi aplicada e se aguardou no mínimo três horas para aplicação da segunda demão. Esse tempo pode variar conforme o clima e o local.

3º PASSO

Com essa aplicação conferiu-se a parede excelente resistência mecânica (abrasão), uma parede impermeável e de alta aderência do produto sobre o cimento, por se tratar de uma argamassa cimentícia, eficiente em pressões negativas e positivas, podendo receber pintura após endurecimento.

4º PASSO

Após a cura do impermeabilizante Masterseal 515, foi aplicado 1 Kg/m2 de Denverpren SBS, que é um impermeabilizante flexível para moldagem no local, formulado com asfalto a base de elastômeros, com excelente estabilidade, elasticidade permanente e grande durabilidade.

5º PASSO

Com a secagem da aplicação do Denverpren SBS, foi aplicada o Geotextil Macdrain 2L FP, o qual é um dreno artificial com 10mm de espessura, possui 95% do seu núcleo vazio, com um lado apresentando um tecido geotêxtil permeável (lado preto) que deixa a água passar mas filtra terra e o outro lado um tecido impermeável (lado creme) vai em contato com a parede impermeabilizada.

6º PASSO

Após a instalação do tecido e sua fixação foi encostada a mangueira de drenagem de 100mm, ela possui em toda a sua extensão furos em todo o seu diâmetro que permitem a coleta de água e a condução para o local desejado, seja uma cisterna, um sumidouro ou o esgoto pluvial. A mangueira foi envolta em uma camisa drenante que é um tecido geotêxtil, costurado, pronto para uso, que evita a entrada de terra, areia, cimento e pedra dentro da mangueira, mantendo a sua capacidade de vazão em 100mm.

RESULTADO

Logo após a instalação da mangueira, é possível a compactação da terra novamente contra as paredes, possibilitando a execução de forma rápida, sem movimentar pedras, investir em horas de maquinário, sem grandes transtornos de movimentação de materiais, sobras de entulhos, fechamento de ruas, etc.